quarta-feira, 16 de setembro de 2009

RESUMO DO TEXTO RESUMO LUCKESI, Cipriano Carlos. Verificação ou Avaliação: O que pratica a escola? - ALUNA SHEILA ANDREIA

RESUMO

LUCKESI, Cipriano Carlos. Verificação ou Avaliação: O que pratica a escola?

A avaliação subsidia decisões a respeito da aprendizagem dos educandos, tendo em vista garantir a qualidade do resultado a ser construído. Na avaliação são utilizados os seguintes procedimentos para aferição do aproveitamento escolar: medida do aproveitamento escolar, transformação da medida em nota ou conceito, e utilização dos resultados identificados.
A medida do aproveitamento escolar corresponde à contagem das respostas corretas emitidas sobre um determinado conteúdo de aprendizagem que se esteja estudando. A transformação da medida em nota dá-se através do estabelecimento de uma equivalência simples entre os acertos ou pontos obtidos pelo educando e uma escala, previamente definida, de notas ou conceitos. Notas e conceitos expressam a qualidade que se atribui à aprendizagem do educando medida sob a forma de acertos ou pontos.
A utilização (pelos professores) dos resultados obtidos através das notas ou conceitos pode ser de três maneiras: simplesmente registrar as notas ou conceitos no diário de classe, permitir uma nova aferição ao aluno, ou atentar para as dificuldades de aprendizagem e trabalhar para que o aluno de fato aprenda o conteúdo.
Geralmente os professores preferem simplesmente permitir uma nova aferição do aluno, com o intuito de melhorar a nota, quando o correto seria atentar para as dificuldades do aluno e ajudá-lo na efetivação da aprendizagem. Agindo dessa forma, o professor está avaliando, e não apenas verificando.
O ato de verificar encerra-se com a obtenção do dado ou informação que se busca, a verificação não implica retirar do sujeito conseqüências novas e significativas. O ato de avaliar, por sua vez, não se encerra na configuração do valor ou qualidade atribuído ao objeto em questão, exigindo uma tomada de posição, com uma conseqüente decisão de ação.
A maioria das escolas brasileiras opera com a verificação e não com a avaliação da aprendizagem. As escolas utilizam o processo de verificação como uma forma negativa diante das “ameaças” de reprovação dos alunos. Essas escolas são incapazes de retirar do processo de avaliação as conseqüências mais significativas para a melhoria da qualidade e do nível de aprendizado dos alunos.

Resumo elaborado pela aluna SHEILA ANDREIA do curso de licenciatura em matemática ad UFAL - Disciplina Didática Geral 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário